O casaco, por Manoel de Barros

O poeta Manoel de Barros nasceu em Cuiabá, em 1916. Dentre diversas obras festejadas, se destaca o seu “Livro Sobre Nada”, de 1996. Abaixo, uma amostra de seu brilhantismo poético.

good-morning-709447-m

O casaco

Um homem estava anoitecido.
Se sentia por dentro um trapo social.
Igual se, por fora, usasse um casaco rasgado e sujo.
Tentou sair da angústia.
Isto ser:
Ele queria jogar o casaco rasgado e sujo no lixo.
Ele queria amanhecer.

Telma

Anúncios

2 Respostas so far »

  1. 1

    ketlin said,

    como seria entao uma pessoa anoitecida , no contexto do poema

  2. 2

    kuhk said,

    como sao, em geral. os amanheceres


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: