A Música

Reproduzimos abaixo mais um poema retirado do livro As Flores do Mal, do escritor francês  Charles Baudelaire.

Muitas pessoas não apreciam o  poeta em razão de sua poesia inquietante  e pesada. Nós, no entanto,  insistiremos em colocar de vez em quando textos de Baudelaire aqui no blog, pois achamos que o escritor marcou a literatura ocidental com poemas que revelam as profundezas da alma humana.

A MÚSICA

ocean

A música me arrasta às vezes como o mar!

No encalço de um astro,

Sob um teto de bruma ou dissolvido no ar,

Iço a vela ao mastro;


O peito para frente e os pulmões enfunados

Tal qual uma tela,

Escalo o dorso aos vagalhões entrelaçados

Que a noite me vela;


Sinto que em mim ecoam todas as paixões

De um navio aflito;

O vento, a tempestade e suas convulsões


No abismo infinito

Me embalam. Ou então, mar calmo, espelho austero

De meu desespero!

Karina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: