“Segue o teu destino”, por Ricardo Reis

boat1

A genialidade de Fernando Pessoa o levou à criação dos heterônimos Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis.

Ricardo Reis é o poeta clássico, que aceita estoicamente a fugacidade da vida que, para ele, deve ser vivida de forma tranquila e equilibrada já que é impossível vencer o implacável destino. É adepto do “carpe diem” de Horácio, pois crê que a vida é feita apenas de momentos. O bucolismo e o paganismo aparecem com frequência em sua poesia.

Abaixo reproduzimos um poema que demonstra bem o estilo de Ricardo Reis:

Segue o teu destino

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.

A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.

Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.

Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.

Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam.

(Odes de Ricardo Reis, 1-6-1916)

Karina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: