Bojunga e a Bolsa Amarela

778853_handbag1

Lygia Bojunga é uma renomada escritora de literatura infantil, nascida em Pelotas (RS), cuja sensibilidade ao escrever para crianças é enorme e sua obra  vem sendo premiada tanto no Brasil como internacionalmente.

De fato, a autora a que nos referimos lida com o mundo infantil com muita facilidade e sabe como ninguém mostrar o que vai dentro da alma de uma criança.

Um dos livros mais conhecidos e consagrados de Lygia é “A Bolsa Amarela”, que narra a estória de uma menina aprendendo a crescer. Nesse desafio, a personagem principal, Raquel, encara os problemas típicos de sua idade e passa a se descobrir enquanto pessoa, ao mesmo tempo em que tenta reprimir seus três grandes desejos: ser menino, se tornar escritora e crescer logo.

Num dado momento da narrativa, a menina ganha uma grande bolsa amarela e decide esconder dentro dela todas as suas vontades. A partir daí, vários episódios, mágicos e reais, passam a se desenvolver.

Trata-se de um livro muito especial, envolvente, que deve ser lido por crianças e por adultos, tamanha a magnitude da lição de vida que traz. Lígia Bojunga, com maestria, consegue se superar em “A Bolsa Amarela”.

Abaixo, reproduzimos um trecho desta magnífica obra da literatura infantil. Não ler é um pecado…

“Eu tenho que achar um lugar pra esconder as minhas vontades. Não digo vontade magra, pequenininha, que nem tomar sorvete a toda hora, dar sumiço na aula de matemática, comprar um sapato novo, que eu não aguento mais o meu. Vontade assim todo mundo pode ver, não tô ligando a mínima. Mas as outras – as três que de repente vão crescendo e engordando toda a vida – ah, essas eu não quero mais mostrar. De jeito nenhum.

Nem sei qual das três me enrola mais. Às vezes acho que é a vontade de crescer de uma vez e deixar de ser criança. Outra hora acho que é a vontade de ter nascido garoto em vez de menina. Mas hoje tô achando que é a vontade de escrever.

Já fiz de tudo pra me livrar delas. Adiantou? Hmm! É só me distrair um pouco e uma aparece logo. Ontem mesmo eu tava jantando e de repente pensei: puxa vida, falta tanto pra eu ser grande. Pronto: a vontade de crescer desatou a engordar, tive que sair correndo pra ninguém ver.

A bolsa amarela não tinha fecho. Já pensou? Resolvi que naquele dia mesmo eu ia arranjar um fecho pra ela.

Peguei um dinheiro que eu vinha economizando e fui numa casa que conserta e reforma bolsas. Falei que queria um fecho e o vendendor me mostrou um, dizendo que era o melhor que ele tinha. Custava muito caro, meu dinheiro não dava.

 – E aquele? – apontei. Era um fecho meio pobre, mas brilhando que só vendo.

O homem fez cara de pouco caso, disse que não era bom. Experimentei.

 – Mas ele abre e fecha tão bem.

O homem disse que o fecho era muito barato: ia enguiçar. Vibrei! Era isso mesmo que eu tava querendo: um fecho com vontade de enguiçar. Pedi pro vendendor atender outro freguês enquanto eu pensava um pouco. Virei pro fecho e passei uma cantada nele:

 – Escuta aqui fecho, eu quero guardar umas coisas bem guardadas aqui dentro dessa bolsa. Mas você sabe como é que é, não é? Às vezes vão abrindo a bolsa da gente assim sem mais nem menos; se isso acontecer você precisa enguiçar, viu? Você enguiça quando eu pensar “enguiça”, enguiça?

O fecho ficou olhando pra minha cara. Não disse que sim nem que não. Eu vi que ele tava querendo uma coisa em troca.

 – Olha, eu já vi que você tem mania de brilhar. Se você enguiçar na hora que precisa, eu prometo viver polindo você pra te deixar com essa pinta de espelho. Certo?

O fecho falou um tlique bem baixinho com todo o jeito de “certo”. Chamei o vendedor e pedi pra ele botar o fecho na bolsa.”

Telma

Anúncios

22 Respostas so far »

  1. 1

    Telma e Karina said,

    Hmmm! Muito bom! Me deu vontade de reler! Beijos, minha irmã mais linda! Ká

    • 2

      Telma e Karina said,

      Olá, Ana Jessica. Concordamos com você; esse livro é mesmo um daqueles que não se pode passar a vida sem ler. Pode esperar que em breve postaremos mais coisas sobre a Lygia Bojunga. Volte sempre! Beijos.

    • 3

      izaura said,

      oi eu ja li todinho minha professora mandou eu ler que ela vai fazer um passe e repasse torta na cara sobre esse livro

  2. 4

    ana jessica galdino farias said,

    o primeiro livro que li foi a bolsa amarela,ótimo livro…eu li e emprestei a escola quase toda pra ler,o melhor personagem foi o terrivel…adorei tambem a casa da madrinha,tchau e muitooooo mais….

  3. 5

    Leonardo Guedes said,

    oi eu queria ler o livro A bolsa Amarela, mas não sei onde encontrar. Se você puder me dizer como eu encontro o livro…
    Se for possível me mandar o site para eu ler o livro A bolsa Amarela, eu agradeceria muito.

    tchau e obrigado

    • 6

      Telma e Karina said,

      Olá, Leonardo.
      O livro provavelmente você encontra em qualquer livraria. Se por acaso estiver em falta, certamente num sebo você acha. Pelo que sabemos, não há na internet a íntegra desse livro…
      Aqui vai um site de sebos: http://www.estantevirtual.com.br
      Boa sorte!

  4. 7

    Emelyn carolina said,

    Adorei ja tinha o lido antes na minha escola amei agora entrei nesse site para fazer um trabalho e quado o li o livro me deu uma vonta de reler varia vezes

  5. 8

    Emelyn carolina said,

    adorei de mais esse site sou fa da Lygia bojunga adoroooooooooo monete rsrsrsrsrsrsrs

    • 9

      Telma e Karina said,

      Que bom que gostou, Emelyn. Tem muitos outros livros da Lygia Bojunga que são sensacionais. Aqui mesmo no blog você vai encontrar posts sobre outros livros dela. Volte sempre! Um beijo. Karina e Telma.

  6. 11

    débora soares botelho said,

    quando eu estava na 2 serie a minha pro leu este livro para todos os alunos e eu adorei e eu queria encontrar ele outra vez e nunca consegui sera que eu consigo re-encontrala outra vez?

    • 12

      Telma e Karina said,

      Débora, obrigada pela visita ao nosso blog! Você pode encontrar esse livro no site estante virtual, que reúne sebos de todo o país. Beijos e volte sempre! Karina

  7. 13

    francisca donoso said,

    A- do rei, como diría a Dalva. Se volto a ler agora com 39 anos, é uma experiencia diferente, de superacao. Lygia Bojunga, com a sua imaginacao e humor é maravilhosa, uma genio, fantástica.

  8. 14

    Ana Carolina Catita Lembi said,

    Adoro todos os livros da Lygia Bojunga
    mexem muito com a cabeça de todas as crianças…

  9. 15

    jessica said,

    amo todos os livros da lygia principalmente a bolsa amarela q foi o primairo livro q eu li dela desde entao virei uma fa da lygia bjs amei o blog

    • 16

      Telma e Karina said,

      Olá, Jéssica! Também amamos a Lygia! Temos a coleção completa. Muito obrigada pela visita e volte sempre! Um abraço. Karina e Telma

  10. 17

    denis said,

    achei o livro muito legal

  11. 18

    Eduarda said,

    achei o livro muito legal gosteii muito

  12. 21

    lareana said,

    adoro suas historias minhas preferidas:a bolsa amarela e meu amigo pintor

    • 22

      Telma e Karina said,

      Realmente os livros dela são ótimos! Eu particularmente gosto da Casa da Madrinha, Retratos de Carolina e Nós três. Mas A Bolsa Amarela também é muito bom. Volte sempre! Um abraço. Karina


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: